quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Copa 2014

Pela segunda vez na história o país mais fanático por futebol do planeta irá sediar a copa do mundo. Vencemos por W.O., já que fomos os únicos a se candidatar para organização do torneio. Mas o que eu me pergunto é: “Será que nós vencemos a barreira entre o primeiro e o terceiro mundo, acabamos com as mazelas que assolam nossa pátria e conquistamos o direito de gastar bilhões em uma Copa do Mundo? Ou será que nós empurramos tudo para debaixo do tapete, maquiamos os problemas durante o Pan e por fim enganamos o mundo?”.

Vivemos em um país com quase 200 milhões de pessoas onde 90% da população vive abaixo da linha da pobreza. E a maioria que se salva dessa humilhação, no máximo sobrevivem, ganhando praticamente nada. Não que eu não ache que temos capacidade de organizar um evento do tamanho da Copa, acho até, que seria um bom treino para uma Olimpíada. Porque não? Seria uma evolução natural das coisas: Pan, Copa e Olimpíada.

Bom, acho inclusive, que somos capazes de fazer a melhor copa da história. Temos tudo que precisamos, só não temos uma política limpa o suficiente para evitar o superfaturamento das obras. Tenho certeza que já existem políticos pensando em como tirar proveito de tudo que será gasto. Não temos uma sociedade justa o suficiente para realizar um evento de tal magnitude. Não temos o direito de pensar que somos o primeiro mundo e que nada de ruim existe aqui.

Espero que dentro de sete anos eu seja surpreendido pela capacidade das pessoas. E que durante a cobertura do evento, onde quer que eu esteja trabalhando, eu elogie a organização e tenha orgulho de andar com a camiseta da seleção em meio a milhares de turistas do mundo todo.